Ives Gandra diz que STF se transformou no ‘maior partido de oposição ao governo’

Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, o jurista Ives Gandra Martins, de 86 anos, comentou sobre a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele considera que, hoje, a Corte é o maior partido de oposição ao governo federal.

“Eu tenho a impressão, neste momento, apesar do elevado nível de conhecimento e de idoneidade moral de todos os 11 ministros do STF, que o Supremo se transformou no maior partido de oposição ao governo Bolsonaro”, afirmou.

O experiente advogado também criticou o que considera ser um ‘ativismo judicial’ por parte dos ministros da mais alta instância do Judiciário.

“O Supremo Tribunal Federal não é um legislador complementar, não deve atuar nos vácuos legislativos. Ele não é um presidente substituto a corrigir o que um presidente em exercício está fazendo. Ele não pode invadir atribuições, porque é apenas o guardião. O representante do povo é o poder Legislativo e o poder Executivo”, declarou.

“O Supremo tem invadido atribuições, por exemplo agora, em relação à CPI da Covid”, disparou.

Para ter acesso à integra da entrevista com Ives Gandra Martins, clique aqui.