Covid: novas doses para vacinar trabalhadores da saúde e idosos com 80 anos ou mais

A Secretaria de Saúde de Vitória (Semus) deu início nesta quinta-feira (25), às 14 horas, agendamento on-line para vacinar trabalhadores ativos da saúde e idosos de 80 anos ou mais.

A vacinação desse novo grupo já acontece na sexta-feira (26). Os trabalhadores da saúde serão imunizados nas unidades de saúde dos bairros Conquista, Forte São João, Ilha de Santa Maria, Jardim Camburi, Maruípe, Praia do Suá, Santo Antônio e Centro.

Já os idosos serão vacinados na Igreja Batista de Jardim da Penha, no Centro de Celebração de Jardim Camburi e nas unidades de saúde dos bairros Andorinhas, Do Quadro, República, Consolação, Alagoano, Fonte Grande, Grande Vitória, Ilha das Caieiras, Jabour, Maria Ortiz, Resistência, Santa Luiza, Santa Martha, Santo André e São Cristóvão.

Os idosos acamados ou restritos ao leito serão vacinados em casa.

“Neste momento, vamos iniciar a vacinação dos idosos entre 80 e 84 anos de idade. Assim que recebermos novas doses, vamos abrindo agendamento para outras faixas etárias”, disse a secretária de Saúde de Vitória, Thais Cohen.

Para fazer o agendamento on-line, basta acessar o link agendamento.vitoria.es.gov.br ou usar o aplicativo Vitória On-line.

Trabalhadores da saúde

De acordo com a definição do Ministério da Saúde, trabalhadores da saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais que possuam Código Nacional de Estabelecimento de Saúde.

São compreendidos tanto os profissionais da saúde (ex. médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da Educação Física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares), quanto os trabalhadores de apoio (ex. recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros), ou seja, todos aqueles que trabalham nos serviços de saúde.

Estão incluídos, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares (ex. cuidadores de idosos, doulas e parteiras), bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados.

A vacina também será ofertada para acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio hospitalar, atenção básica, clínicas e laboratórios.

Documentos

Os trabalhadores da saúde devem apresentar um dos documentos: crachá + declaração do serviço de saúde onde atua; contracheque; contrato de trabalho; carteira de trabalho ou carteira do conselho de classe + declaração do serviço de saúde onde atua.

No caso dos acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio regular hospitalar, atenção básica, clínicas e laboratórios, deverá ser apresentada declaração emitida pela coordenação do curso descrevendo o período e o local onde é o estágio.

Consideram-se abrangidos para a vacinação apenas os estagiários em regime intensivo, com jornada semanal de 20 horas, que estejam frequentes e com ação direta em serviços de saúde.