Reforma da Previdência: Contarato apresenta voto separado

06-09-2019   Redação Imprimir

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) apresentou voto em separado da Rede Sustentabilidade à Reforma da Previdência, em razão de discordarem de boa parte do conteúdo do relatório sobre a PEC nº 6, de 2019. Nesta quarta-feira (04), Contarato leu o voto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal.

Para Contarato, “é preciso entender que a questão central é quem vai pagar a conta dessa economia. As escolhas do governo deixam claro que serão os mais pobres. Assim, a Rede Sustentabilidade reconhece e defende a necessidade de promover uma Reforma da Previdência Social para o Brasil. No entanto, que a mesma deva ser sustentável, justa e inclusiva”.

Abaixo as questões mais importantes, destacadas pelo senador Contarato, para reflexões:

1) O que significará a perda do abono salarial por 12 milhões de trabalhadores?

2) E a exigência de 40 anos de contribuição para terem acesso ao benefício integral, que será 30% menor que o valor pago atualmente?

3) Em um País tão desigual, como cortar as pensões por morte em 50%, que atingirá principalmente as mulheres que tiveram que se afastar do mercado de trabalho por terem menos oportunidade e que, portanto, têm maior dificuldade de buscar uma renda complementar?

4) Se a principal razão alegada pelo Governo é diminuir o déficit, como o próprio governo articula a manutenção de isenções previdenciárias superiores a R$ 80 bilhões para o setor ruralista?