Ao me ver no espelho denuncia a violência contra a mulher

17-06-2019   Redação Imprimir

O escritor Maxwell dos Santos lançou seu oitavo e-book, a novela Ao me ver no espelho, que aborda violência contra a mulher e relacionamentos abusivos.



 

Juno, 19 anos, descendente de italianos, moradora do Itararé, estudante de Design Gráfico em uma faculdade privada, trabalha como arte-finalista numa gráfica. Namora Túlio, 23 anos, professor de inglês num famoso cursinho de idiomas.

 

A jovem tem o sonho de se tornar modelo. Para alcançar tal objetivo, inscreve-se no concurso Garota Verão 2013, cujo prêmio é um contrato de 50 mil reais em trabalhos com uma agência de modelos de São Paulo.

 

No entanto, Túlio não aceita a ideia de ver sua namorada participando do certame. O casal discute e Túlio dá um soco no rosto de Juno.

 

Desde então, Túlio passa a persegue. Ela pede ajuda à sua madrinha, a advogada Anna Victória, que obtém medida protetiva da Lei Maria da Penha contra Túlio, que precisa ficar a 50 metros.

 

Transtornado, Túlio se vinga Juno. Obtém, em meios espúrios, ácido clorídrico, que está armazenado em uma garrafa de Coca Cola, paga um rapaz para que este fique de tocaia na casa de Juno e atire o ácido nela. Quando Juno sai de casa para ir à final do Garota Verão, na Praia da Bacutia, em Guarapari, é atingida pelo ácido.

 

“É de causar espécie um professor, com curso superior, ter essa mentalidade tacanha e obtusa de homem dos anos 50, que trata a mulher como sua propriedade particular. Na primeira violência, Juno se impôs e terminou o namoro. Contudo, Túlio a procurou insistentemente e ela se viu obrigada a recorrer à Lei Maria da Penha. Como retaliação, o rapaz mandou airar ácido contra a ex-namorada.”, observa o autor.

 

De forma paralela, o e-book abordará outros casos de violência contra a mulher.

 

Tanto a protagonista, como o vilão são descendentes de italianos. A vencedora do concurso é descendente de pomeranos e mora em Laranja da Terra. Vale lembrar que em 2009, comemora-se 145 anos da imigração italiana e 160 anos da pomerana no Espírito Santo.

 

O e-book pode baixado gratuitamente em http://bit.ly/aomevernoespelhopdf