A difícil vida de Ivana

04-09-2017   Redação Imprimir

Gostaríamos de entrar hoje em um assunto de bastante melindre, e por mais incrível que possa parecer, tem causado mais comoção nacional do que a roubalheira e a corrupção instituída neste País.

Trata-se do tema trazido pela novela global “a força do querer”, o transexualismo. Pelo que pudemos entender, em resumo, a nossa personagem IVANA, nasceu homem, porém presa em um corpo de mulher...

 

Sem ter a pretensão de entrar no debate religioso do  que seja certo ou errado, ou ainda, se o assunto deve ou não ser abordado pela televisão brasileira; se irão ou não, influenciar outros adolescentes e tudo mais que tem sido publicado sobre o assunto.

Deleitar-me-ia sim, falar sobre o assunto por um outro prisma da problemática, a questão psicológica, traumática e existencial da personagem IVANA.

 

Ora meus amigos e especialmente minhas amigas, imaginem vocês sendo uma adolescente de uma beleza abaixo da média, dons interpretativos e teatrais a serem lapidados, sem graça e de simpatia duvidosa, resumindo, como dizem os adolescentes, apenas “normal”!

 

Então você descobre que sua mãe é MARIA FERNANDA CÂNDIDO, a atriz mais bela e maravilhosa desse país, com formação teatral, lindíssima, esguia, classe e uma postura inigualável, a mulher parece que flutua e o melhor, quando  mais o tempo passa, mais apurada  fica a beleza, simplificando, uma deusa!


Mesmo sem qualquer maquiagem a diva não desce do salto, nem perde a pose, tenho sérias desconfianças de que MFC, de tão perfeita, não deve sequer usar banheiro, indubitavelmente, é de outro mundo!

 

Concebam em suas imaginações uma cena, o dia em que IVANA arranjasse um namorado homem, e fosse apresentar o rapaz para a família.


No momento em que o camarada lançasse o olhar sobre MFC, cairia prostrado de joelhos aos pés da musa,  sem conseguir verbalizar qualquer som,  tamanha a luz e o brilho da deusa que fugiu do Olimpo, um constrangimento geral.


Por conseguinte, tenho que dar razão a nossa adolescente problemática, deve ser muito difícil ser “normal”  e ao mesmo tempo filha de MFC,  coitada, ninguém olhava para a moça, ela praticamente nem existia, tinha que criar algo novo para a personagem ser notada.

 

Fabricio Lucindo – Delegado de Policia