Por 28 votos a favor e 2 contra, Erick Musso (PMDB) é eleito presidente da Ales

01-02-2017   Redação Imprimir

Em uma eleição cheia de reviravoltas até no último minuto, com interferência direta do Palácio Anchieta, o deputado Erick Musso (PMDB),  29 anos, foi eleito pelos parlamentares para presidir a Assembleia Legislativa no biênio 2017/2018.

A chapa do peemedebista foi a única a registrar candidatura. Um grupo chegou a cogitar apoio ao ex-presidente Theodorico Ferraço (DEM) ou lançar chapa própria, mas foi desidratado no processo e no ultimo momento se uniu para eleger com esmagadora maioria de votos o presidente que desde o inicio demostrou ser o preferido do governador Paulo Hartung.

Os únicos que votaram contra foram os deputados Sergio Majeski (PSDB) e Rodrigo Coelho (PDT). Rodrigo, que até dias antes era cotado como candidato a presidência da casa, foi preterido do processo, não recebeu apoio do Palácio e consequentemente foi abandonado pelos demais parlamentares.

Ao declarar seu voto negativo à chapa vencedora, o pedetista demostrou sua insatisfação. “Não observei transparência na formação e nas conversas que formaram essa chapa. Por isso, meu voto é não”, disse o deputado Rodrigo Coelho (PDT).

Já Sergio Majeski que mesmo antes da abertura da votação usou a tribuna para criticar a construção e conversas de bastidores disse que não tinha a menor condição de votar na chapa encabeçada por Musso. "Não encontro fundamentação e argumento para apoiar esta chapa e a forma como ela foi construída, por isso eu voto não”,  enfatizou.

Em resposta às dúvidas levantadas pelos dois deputados que votaram contra a chapa de Erick Musso, de que houve reuniões e interferência direta do Palácio Anchieta na definição da chapa única,  o deputado Dr. Hércules Silveira (PMDB) se defendeu. “Não fui chamado para nenhuma reunião nem no Palácio Anchieta nem fora. Voto no Erick Musso por que nós aqui não somos melhores nem piores que ninguém”.

Ao fazer seu pronunciamento já como presidente empossado Erick Musso disse que não vai decepcionar. "Assumo esta tão singular responsabilidade de presidir o parlamento e a casa de leis do Estado do Espirito Santo. Tenho um compromisso com minha geração de jovens e com nosso povo capixaba, e prometo que as honrarei”.

Para o biênio 2017/2018 os cargos da mesa diretora ficaram da seguinte forma:

Presidente – Erick Musso  (PMDB)

1º - Vice-presidente – Marcelo Santos (PMDB)      

2º - Vice-presidente – Janete Sá (PMN)

1º - Secretário – Raquel Lessa (PSD)

2º - Secretário – Enivaldo dos Anjos (PSD)

3º - Secretário – Jamir Malini (PTN)                        

4º - Secretário – Marcus Mansur (PSDB)